-->

Anuncio!

Sistema bancário do Santander fica fora do ar!

No início dessa tarde de quarta-feira, 28, os clientes do banco Santander começaram a sofrer pela indisponibilidade do sistema bancário da empresa, onde todas as suas funcionalidades estavam sem nenhum tipo de acesso, desde saques até internet banking, sendo todos impossibilitados de fazer qualquer tipo de ação bancária.

Muitos clientes não ficaram sabendo pelo fato da empresa (Santander), até o momento desta notícia o banco não noticiou o fato ocorrido, nem ao menos uma nota, ficando assim, apenas sendo informado pelos clientes que tentaram usar e acabaram comunicando via redes sociais.

No Twitter, Subiram a hastag #santander, que até o momento conta com mais de 20 mil pessoas compartilhando e comentando o fato, todavia, os números de pessoas afetadas, devem ser realmente muito mais.

Segundo informações, a falha pode ter sido ocorrida durante uma pane elétrica, que acabou afetando todos os servidores da mesma, onde acabou ocorrendo o inconveniente.

Agora esperemos que isso passe e que o banco acabe prestando os devido esclarecimentos aos usuários que usam os seus serviços.

Agora como os brasileiros não perdem a graça por nada, ainda no Twitter, é fácil encontrar os memes criados pelos próprios usuários.


Agora só estamos a espera da confirmação pelo banco a real causa do constrangimento, juntamente com uma solução para o ocorrido, e esperamos que não cause prejuízos a ninguém.
Compartilhar:

Uber lança modalidade 50% mais barata que UberPool

A Uber lançou nesta semana uma nova modalidade mais econômica e semelhante ao UberPool. Batizada de Uber Express Pool, com ela, usuários poderão chamar um carro da plataforma para compartilhar a corrida da mesma forma que faria com o Pool.  Entretanto,  a diferença aqui é que o cliente deverá se deslocar e esperar pelo Uber em um ponto específico do trajeto do motorista - a ideia é otimizar a rota tanto dos passageiros quanto dos motoristas do aplicativo.

A companhia começou a testar a novidade no ano passado, mas o lançamento - limitado a algumas cidades americanas - envolve algumas complexidades que diz respeito a própria tecnologia. No caso, o algoritmo do Uber Express precisa levar em conta e cruzar dados - com maior precisão - de centenas de passageiros, motoristas, percursos, pontos de encontro e dados de trânsito.

Mas ao entregar essa nova modalidade, o Uber deve otimizar a experiência do próprio Pool. À primeira vista pode ser inconveniente ter que se deslocar até o carro, mas a proposta é que com o Uber Express os usuários que estiverem próximos e estiverem indo para destinos semelhantes sairão do mesmo local. Ou seja, o carro não terá que se deslocar para ir atrás dos passageiros aumentando o tempo de percurso. Segundo o Uber, a distância para usuários se deslocarem será de no máximo alguns quarteirões.

Caso você já ache a ideia de dividir carros com estranhos meio furada, ir até o ponto de encontro do seus colegas de carona talvez seja ainda mais peculiar. Mas segundo o site Engadget, o preço é o atrativo principal, tendo em vista  que o serviço deve ser até 50% mais barato que um UberPool e até 70% mais barato que um UberX. Algumas corridas poderiam custar cerca de US$ 2 (R$ 6,50), valor inferior a passagem de ônibus de São Francisco, por exemplo, que custa US$ 2,75.

Por enquanto o Uber Express Pool chega a San Francisco, Boston, Nova York, Washington DC, Los Angeles, Miami, Philadelphia, San Diego e Denver. A empresa ainda não anunciou planos de expandir para outras cidades.
Compartilhar:

Sistemas ultra leves para ressuscitar a sua máquina antiga ou lenta!

Boa parte das pessoas tem um notebook realmente modesto - Para não dizer lento - e neles, surgem inúmeros problemas de desempenho, como lentidão e raiva - só quem tem um computador lento sabe da raiva que passamos - mas ainda sim, independentemente do motivo, muita gente é obrigada a usar essas máquinas, mas como tudo na vida é questão de se adaptar, vamos procurar maneiras de usar nossas maquininhas sem passar tanta raiva e tentar poupar todo e qualquer recurso que pudermos.

Obviamente, todos os sistemas aqui são Linux, e de certa forma, acredito que seja a melhor maneira de salvar uma máquina nesses parâmetros.

Slitaz

Slitaz é uma distribuição extremamente leve e funcional. Na sua edição mais robusta, requer apenas 256 MB de memória RAM para operar plenamente em qualquer computador. Nos pacotes mais econômicos, é possível fazer o Slitaz rodar com apenas 20 MB de RAM, tornando a distro compatível com computadores de mais de 20 anos de idade — reciclando uma máquina que você jogaria fora.


Puppy Linux

Puppy Linux tem uma história de mais de 15 anos entre sistemas operacionais dedicados a rodar em computadores com hardware menos impressionante. Algumas coisas dele, pode lembrar o Linux lite, principalmente no quesito aplicativos, assim como também vem instalado nele LibreOffice, navegador de Internet, VLC e mais alguns aplicativos.


Antigamente, o Puppy tinha uma interface não muito amigável, porém a sua funcionalidade não era de se negar, mas como muitas pessoas ainda buscam uma interface que seja chamativa ou até mesmo bonita, ele acabou não ganhando muito espaço, mas ainda sim, é uma ótima distro para se usar.

TinyCore

Descendo bem mais o nível de uso, e indo realmente a o que eu posso dizer que seja o sistema mais leve que existe (com interface gráfica) entra sem dúvidas o TinyCore, que ele tem apenas 15mb, em contra-partida  esse sistema operacional vem apenas com um editor de texto simples, no estilo Bloco de Notas do Windows, e o Terminal. Há também a edição Core, com apenas 10 MB, mas sem interface gráfica: trata-se, basicamente, de um tipo de DOS.



Nesse caso o usuário deverá saber como funciona o terminal e também saber instalar aplicações diretamente dele, para assim o mesmo ficar usável, vale lembrar que de nada adianta usar um sistema leve e instalar um google chrome da vida, que consome muita ram e na prática, vai adiantar de nada.

Lubuntu

Claro que não poderia deixar de fora essa distro que eu usei por bastante tempo - sim, usei em um netbook que eu citei em artigos anteriores - então, se eu consegui fazer esse sistema rodar em um intel aton 1.6, com 2 de ram, acredito que consiga rodar em praticamente todos os notebooks antigos, ou boa parte deles.



Um ponto positivo, é que o Ubuntu, basicamente falando, é um ubuntu com Lxde, que seria apenas uma espécie de "roupa", leigamente falando.

Xubuntu

Assim como a derivada acima, leigamente falando, é um ubuntu com xfce, como pode ser possível notar, o Xubuntu e o Lubuntu são absurdamente parecidos, embora também tenha como customizar e deixar mais "graficamente bonito".



Assim como o Lubuntu, o Xubuntu pode ser usado com praticamente todas as aplicações do Ubuntu.

Uma vez instalado, Xubuntu pode ser executado com a partir de 256MB (ou mesmo 192MB), mas é altamente recomendável ter pelo menos 512MB de RAM.

Então, essas são algumas das muitas alternativas para pegar aquela sua máquina antiga e colocar pra rodar, mais pra frente, ensinaremos a baixar e instalar cada uma e também a instalar um ambiente gráfico para outro sem necessidade de formatar a sua máquina atual!

 
Compartilhar:

O mito da imunidade do Linux e Um belo antivírus para Linux!

Sempre quando falamos em Linux, muita gente pensa que "Eu vou usar Linux, porque ele não pega vírus" ou até mesmo "Não existe vírus pra Linux". Isso é um equívoco pois todo sistema é propenso a vírus porém pela quantidade de usuários e a sua segurança, o Linux se comparado ao Windows, está realmente bem melhor.



Nesse gráfico, feito pela Netmarketshare, fez essas comparações e o Windows tem uma larga vantagem no quesito usuários e obviamente quem for desenvolver um vírus, vai desenvolver onde se há mais chances de infectar alguém.

Agora que já sabemos que o Linux também está propenso a vírus, vamos apresentar uma alternativa bem interessante que particularmente uso e indico.

O antivírus, ClamAV é open source e até o momento está na sua versão 0.99.3.
Instalação

O ClamAV, contém os repositórios do Ubuntu. Atualmente estou usando a distribuição Xubuntu nativamente, então vamos usar o seguinte comando no terminal:
sudo apt install clamav



Aguarde a instalação e quando terminar, vamos atualizar:
sudo fresclam

Aguarde atualizar e ao terminar, você poderá executar ele no terminal ou poderá pedir ajuda usando o -h, onde ele lhe apresentará um texto com toda a explicação de uso:
clamscan -h

PS: O uso é um pouco diferente, embora o nome seja "clamav" você deverá executar para ClamAV usando o "clamscan"

Será exibido isso ou algo semelhante dependendo da versão.

Você tem a opção de fazer um scan diretamente da linha de comando, basta colocar instruções para o scan entender o que exatamente você quer, no meu caso, coloquei um scan na minha pasta de usuário de modo recursivo genericamente falando seria assim:
clamscan <opções> <alvo do scan>

No meu caso fica assim:
clamscan -r /home/augusto

Aguarde o scan ser terminado e no fim ele apresentará o resumo. Para mim não há nenhuma ameaça de vírus que ele encontrou, ufa!

Lembre-se: Não é por que ele não detectou que o vírus não exista.

Uma boa opção pra quem não gosta do terminal, também poderá contar com o ClamAV no modo gráfico, mas pra isso vamos obrigatoriamente ter de usar o terminal pra instalar:
sudo apt install clamtk

Logo após a instalação, basta buscar no campo de busca do seu sistema:

Ao clicar no ClamTk dependendo da versão você vai se deparar com mais ou menos isso, para aqueles que não gostam de ler tudo o que se mostrado no "help" da aplicação, no modo gráfico ele é bem direto e simples, onde basta dá dois cliques e ir na função onde você quer, no nosso caso para demonstração. Vamos analisar um pendrive que está no meu notebook neste momento.

Para analisar, vamos clicar em "Escanear um diretório", logo após nos depararemos com isso:

Basta clicar onde você quer escanear e clicar em "OK" na demostração, iremos escanear o "4,0 GB Volume" que é o meu pendrive.

Aparecerá essa janela com o progresso do scan, juntamente com a quantidade de arquivos e o que ele achar de vírus.



Ao ser concluído o scan, ele vai lhe apresentar isso caso não houver nenhum tipo de incidente, no diretório ou volume que você mandou escanear.

No fim você poderá também consultar o histórico do scan, no menu inicial do Clamtk.

No quesito antivírus, você poderá encontrar uma infinidade deles, tanto para Windows como para Linux, cabe a você instalar, e a usar para saber qual melhor atende as suas necessidades de uso e aquele que menos lhe atrapalha.
Compartilhar:

Introdução à lógica de programação para crianças

Criado para apresentar a crianças e jovens de 8 a 16 anos sobre lógica de programação, foi criado a ferramenta Scratch.  

Com uma interface amigável e de simples entendimento, ele apresenta a programação sem aquele susto inicial que aconteceria com uma linguagem como C por exemplo, que utiliza sintaxes complexas a primeira vista. 

Para fazer download é só acessar http://scratch.mit.edu/download e faça download da versão referente ao seu sistema operacional.  

Após a instalação, basta iniciar e começar a utilizar a imaginação. 

Abaixo vemos a tela principal traduzido para o português: 



Agora veja como fazer um objeto se movimentar, a partir de comandos e animações básicas. Clique na categoria Movimento dos blocos de Scripts.Selecione o bloco mova 10 passos e arraste para a área de edição de scripts. Um clique duplo sobre o bloco faz o movimento acontecer. 

Já para colocar um som no script (um som de instrumento ou outro), pode ser usado o comando toque o tambor. Ele fica disponível na categoria som, e ele pode ser usado sozinho ou agrupado com outros blocos de comandos.

Clique e arraste o bloco para a área de edição de scripts. Se for o caso, encaixe este bloco com os já existentes no script.Para ver o funcionamento, dê um duplo clique sobre o grupo de blocos. Para escolher o som desejado, clique na seta destacada e escolha entre as opções do menu.

Se você deseja importar um arquivo de música (MP3 ou WAV)do seu computador ou quiser gravar um som, clique na aba Som e escolha entre gravar e importar. 

Para usar o som escolhido na sua programação escolha o bloco toque o som e encaixe no seu script.  

Lembre-se: se o som não funcionar, verifique se este recurso funciona no seu computador( se o som está ligado e existem caixas de som funcionando). 

 

Fazendo um cenário de movimento simples

Neste cenário iremos colocar nosso mascote para se movimentar juntamente com o outro personagem, iniciando assim nossa primeira animação com Scratch. 

Inicie um novo projeto com o scratch: 



Agora selecione o bloco de controle e arraste para área de scripts o botão quando clicado para ser o início da nossa animação: 

 

Feito isto, adicione o botão sempre para criar nosso laço de repetição: 



Agora precisamos adicionar o botão de mova 10 passos dentro do laço sempre. 

Após isso, se você experimentar clicar na bandeira, verá que nosso mascote se movimentará até tocar a borda, porém com um movimento estático, dando a impressão que ele apenas desliza na tela. Para que ele possa ter movimento como se estivesse caminhando, precisamos adicionar um novo traje, que seria uma outra imagem do mesmo com um movimento diferente. 

Clique na aba trajes para ver os trajes disponíveis do mascote: 



Vemos então o traje 1 e o traje 2, para alternar entre o traje 1 e 2 durante a execução, adicionamos o botão de próximo traje, que fará com que os trajes se alternem: 



Agora se você executar o laço, verá que ele se movimenta muito rápido e ao tocar na borda ele não irá parar. Para corrigirmos isso, adicionamos o botão espere 'x' segundos, que está no bloco controle, e colocamos o tempo de troca para 0.2 segundos. 



E para fazer com que ele retorne ao inicio, adicionamos o botão se tocar na borda volte. 



Porém ao iniciarmos, vemos que ele retornará de cabeça para baixo. Isto porque o botão pode girar está selecionado, ao invés do botão somente esquerda-direita. 



Agora podemos adicionar um cenário, no Scratch chamado de palco. 



Após selecionarmos palco, clicamos em fundo de tela, e depois em importar. 



Agora escolha o cenário que você desejar. 

Podemos também adicionar outros personagens ao cenário. Para isso, clicamos em Escolha um sprite do arquivo, e depois na pasta Animals. 



Adicionamos o morcego, seguimos os mesmos laços feitos com nosso gato mascote, com algumas alterações para melhor aspecto do cenário. Segue exemplo:  



Neste ultimo caso, adicionamos o botão mude o tamanho para 50% para diminuir o tamanho do morcego, pois em 100% ficaria desproporcional ao gato. Lembre se de adicionar fora do laço sempre, para uma melhor organização do script. 

E não podemos esquecer de importar o traje do morcego e mudar para o botão somente esquerda-direita, assim como no gato. 



Sendo assim, agora basta ir explorando a ferramenta e soltar a imaginação. 

Para alguns tutoriais de como utilizar o Scratch, assim como tutoriais de jogos diversos e outros conteúdos acerca da ferramenta, basta acessar o site http://www.scratchbrasil.net.br que há muito conteúdo a ser visto lá, totalmente em português e de simples entendimento. 

FONTE BIBLIOGRÁFICA:  

http://www.scratchbrasil.net.br 

 
Compartilhar:

Explanado: Three-Way-Handshake

Se você já se deparou com o estudo da camada de transporte em redes, já deve ter lido ou ouvido falar a respeito do termo three-way-handshake, ou handshake de três vias.

Para que a informação seja trocada entre cliente-servidor, antes é necessário um estabelecimento de conexão através de reconhecimento. É aí que entra o three-way handshake, que é responsável por estabelecer conexões no protocolo de comunicação TCP.

Estabelecimento de conexão

Flags:

SYN = Synchronize (Sincronizar)                                                                                                            ACK = Acknowledgement (Reconhecimento)

O estabelecimento de conexão se dá por três passos: (1) O cliente (client) envia um segmento com a flag SYN ativada; (2) O servidor (server) responde com um segmento com as flags SYN e ACK ativadas; (3) O cliente responde com um segmento com a flag ACK ativada e a SYN desativada.

 



 

Analise do Three-Way-Handshake no Wireshark

Utilizando o software  Wireshark e possível fazer uma analise mais pratica do estabelecimento de conexão através do filtro de captura de pacotes, como você pode conferir no exemplo utilizado.



O entendimento desse protocolo e seu funcionamento é extremamente importante, pois é passível de abrir espaços para vulnerabilidades e ataques do tipo DoS(negação de serviço), como o SYN flooding. Neste ataque, o invasor envia um grande número de segmentos SYN, sem concluir a terceira etapa de apresentação. Com esse acumulo de segmentos SYN, os recursos de conexão do servidor podem se esgotar já que são alocados os segmentos para conexões, desse modo, não deixando espaço de conexão para clientes por causa da "inundação". Um exemplo de contra-medida deste ataque são os SYN cookies.

 

 
Compartilhar:

Morre aos 70 anos, John Perry Barlow, defensor dos direitos digitais

Foi divulgado nesta quarta-feira (7), a morte de um dos maiores defensores digitais da internet.  Não foram reveladas as causas de sua morte, porém Barlow já estava doente fazia alguns anos. John Perry Barlow, foi um dos fundadores da Eletronic Frontier Foundation, uma organização sem fins lucrativos cujo o objetivo é proteger os direitos de liberdade de expressão na internet. Barlow também foi letrista da banda Grateful Dead, uma banda norte-americana de rock considerada como o berço do movimento hippie e um dos símbolos da contracultura dos anos 60.

"Não é exagero dizer que grande parte da internet que conhecemos e amamos hoje existe por causa da visão visionária e liderança de Barlow.", disse Cindy Cohn, Diretora executiva da Eletronic Frontier Foundation.



Uma de suas grandes contribuições deu-se no ano de 1966. Foi Barlow quem escreveu a "Declaração de Independência do Ciberespaço", que defende a liberdade do usuário no ciberespaço, fora da mão controladora de governos que tentam reprimir direitos e controlar um espaço que deveria ser de utilização de todos e de fato democrático e sem discriminações.
"Estamos criando um mundo que todos poderão entrar sem privilégios ou preconceitos de acordo com a raca, poder econômico, forca militar ou lugar de nascimento. Estamos criando um mundo onde qualquer um em qualquer lugar poderá expressar suas opiniões, não importando quão singular, sem temer que seja coagido ao silencio ou conformidade."

 

Barlow deixou em seu legado uma luz de esperança a todos defensores dos direitos civis e digitais, assim como deixou a quem concorde com uma democracia de redes, e um espaço livre do qual pessoas do mundo todo possam compartilhar informação, desenvolver ideias e trabalhar em conjunto.

 

 
Compartilhar:

4511 Decodificador para display 7seg

E ae galerinha, beleza? Nesse tutorial vamos mexer com o circuito integrado 4511. Esse CI é um decodificador binário com uma saída para os displays de 7 segmentos de catodo comum, com esse CI a gente economiza pinos do nosso microcontrolador já que é possível representar os números de 0 a 9 com apenas 4 bits (em teoria com 4 bits é possível representar números de 0 a 15 embora no nosso caso sera apenas ate 9), na próxima imagem é possível ver um CI 4511.



O CI 4511 tem exatamente 16 pinos, o de número 16 é a alimentação (pode ser alimentado com 3 a 18 volts), do pino 9 até o pino 15 é a saída para o display de 7 segmentos, o pino 3 é usado para testar todos os LEDS quando ativado em nível baixo, o 4 é usado para acender e apagar o display e ele é acionado em nível baixo também (esse pino é interessante para usar em mais de um display ao mesmo tempo), o pino 5 é usado para bloquear no dígito atual quando esta em nível alto, os pinos restantes são usados para mudar o dígito sendo cada pino em nível alto ou baixo representa um bit daquele nibble.



O pino 16 ligamos na alimentação e o pino 8 no gnd (no proteus não tem como simular esses pinos), o pino 9 ate o pino 15 a gente liga no display de 7 segmentos nos pinos correspondentes a eles (o recomendado seria ligar um resistor a cada pino de saída para ter um controle maior da corrente, embora também seja possível colocar um resistor no GNDdo display porém dependendo do dígito pode ter uma intensidade diferente).



Como o pino de teste (pino 3) e o que apaga o display (pino 4) se ativa quando esta em nível baixo vamos coloca eles na alimentação, o pino de bloqueio vai ativar quando estiver em nível alto, então colocamos ele no GND.



Nos pinos de entrada colocamos em nível alto ou baixo dependendo do valor binário que vamos exibir no display (podemos colocar botões ou os pinos do Arduíno ou qualquer outra coisa para mudar o número). A entrada A é a parte menos significativa enquanto a D é mais significativa do número, no exemplo abaixo eu coloquei a entrada A e C em nível alto dando o valor 101 que é seria igual ao numero 5 (o recomendado ali era fazer um pulldown para certificar que os outros pinos estarão em nível baixo XD).



Um exemplo em video do funcionamento de um 4511 usado em conjunto com um Arduíno.

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=0IgZxFE9Q7Y[/embed]

Bom galera é isso você pode economizar alguns pinos do seu microcontrolador usando esse CI.
^^

 
Compartilhar:

Samsung vai fabricar hardware para minerar criptomoedas.

Com o cada vez maior interesse nas criptomeodas e nos elevados lucros que estas estão a produzir, é natural que muitos gigantes da indústria comecem a olhar para esta área como uma possível fonte de rendimento, a vários níveis.
A mais recente a chegar a este terreno parece ser a Samsung, que vai começar em breve a produzir hardware para ser usado na mineração de criptomoedas.
Ainda não existe uma certeza, mas o jornal online The Bell revelou que a Samsung terá feito um acordo com um fabricante chinês para a produção de hardware ASIC (application-specific integrated circuit) especializado em minerar criptomoedas.
Este fabricante não foi identificado, mas sabe-se que deverá ser ele o responsável por integrar todos estes componentes e criar os equipamentos que vão ser usados na mineração. A venda destes equipamentos será da responsabilidade deste fabricante chinês.
A produção deste novo hardware deverá arrancar ainda em janeiro, estando a Samsung preparada para produzir estes componentes de forma massiva, conseguindo assim satisfazer as necessidades do seu parceiro chinês.
Apesar de não ser normal, esta não é a primeira aventura da Samsung no campo da mineração de criptomoeda. Já no ano passado a empresa tinha mostrado um protótipo seu baseado em smartphones.



Ao todo foram 40 Galaxy S5 que foram interligados para criar uma plataforma de mineração. Meses depois a empresa anunciou a assinatura com a Baikal, uma empresa de hardware russa, também ela dedicada à mineração.
A chegada deste novo elemento à produção de hardware para mineração de moeda virtual poderá agitar um pouco o mercado, que verá empresas como a Canaan Creative ou Bitmain, que têm os seus processadores fabricados pela TSMC, a terem de reagir para se conseguirem manter competitivas num mercado repleto de novidades.


Fonte:Dedsec

 

 
Compartilhar:

Sites com livros GRÁTIS (E não piratas!)


É normal que interessados em computação procurem materiais de graça(sem pirataria) pela web. Neste post reuni alguns links com os melhores lugares para baixar livros de graça sobre programação, redes, Banco de dados, engenharia de software e muito mais.

Sem mais delongas vamos aos mesmos

O’Reilly: Editora americana criada por Tim O’Reilly, que publica livros, websites e organiza conferências sobre temas de informática. Neste link também há vários livros gratuitos da O’Reilly


IT eBooks: Livros de diversas áreas de tecnologia da informação e de várias editoras como a O’Reilly citada acima, wrox, Wiley e outras.



All IT eBooks: Este site conta com muitos livros de programação, SEO, Banco de dados e muito mais.


Lambda Toast: Outro link com materiais de diversas áreas da computação.


FreeComputerBooks.com: Livros totalmente gratuitos de programação, Engenharia de software, matemática, e muito mais.



FreeTechBooks.com: Outro site com diversos livros de diversas áreas da computação.


free-programming-books: O maior acervo de livros gratuitos de programação.



Syncfusion: Acervo com mais de 80 livros.




Alguns estão em inglês, como você deve ter lido pelos títulos dos mesmos, logo, seria bom você ter uma pequena noção para não ficar absurdamente perdido.

Lembramos também que não temos ligação alguma com os sites citados nesse artigo em especifico, nossa função foi apenas propagar o conhecimento e as fontes de pesquisa.
Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Sites Parceiros

Anuncio No Post

Anuncio No Post

Anuncio Aqui!